FRIGORÍFICO DE EXTREMA É GRUAPORÉ CARNE OU JBS

FRIGORIFIDO]jpg (14)Os distritos de Porto Velho lutam para sobreviver. São raros os projetos que trazem, realmente, benefícios para essas regiões.

A Ponta do Abunã, mais precisamente Extrema, em meados de 2008 recebeu uma boa notícia, dada em certa ocasião pelo pelo então governador Ivo Cassol, sobre a construção de um frigorífico, com apoio e incentivo do governo, da rede Guaporé Carne, que iniciou a construção em 2009.

Como a emancipação política não avançava, a construção desse frigorífico representava a emancipação financeira para toda a Ponta do Abunã, contudo hoje se encontra abandonado e sem qualquer perspectiva de funcionamento.

FRIGORIFIDO]jpg (1) FRIGORIFIDO]jpg (12) FRIGORIFIDO]jpg (4)

O site Mão Amiga esteve conversando com alguns ex-funcionários de diversos setores e reuniu algumas informações sobre a atual situação após 9 anos de início das obras.

FRIGORIFIDO]jpg (2)Conforme os relatos, a obra desse frigorífico da Guaporé Carne foi orçada em, aproximadamente, 48 milhões . Construção gigantesca para Extrema. Com capacidade de abate de mil cabeças por dia, 5 tanques de decantação, caixa d’água de 150 mil litros, poço semi artesiano de quase 150 metros de profundidade construídos em uma área de 8 alqueires e localizado a 3 km de Extrema sentido Porto Velho. Representava 600 empregos diretos, contudo já na fase final de construção e planejamento sobre a inauguração, uma reviravolta, Guaporé Carne vende o frigorífico, sem a confirmação do atual dono, mas quem trabalhava a frente das obras e participou das negociações, confirma que a JBS é a atual dona do abandonado frigorífico de Extrema.

 FRIGORIFIDO]jpg (3) FRIGORIFIDO]jpg (12) FRIGORIFIDO]jpg (17)

O diretor do Site Mão Amiga, já morador de Extrema na época, ouviu diversos relatos sobre a venda e a princípio uma alegria, pois a JBS era mais poderosa e poderia fazer esse empreendimento ainda maior, mas foi tudo ao contrário, logo de imediato os 120 funcionários que trabalhavam na construção foram demitidos, isso de 2012 para 2013, e dessa data em diante foi só sucateamento. Todas as máquinas , balanças ,materiais e até as lâmpadas foram retiradas, o que sobrou foi somente a casca conforme vocês podem ver nas fotos e vídeos cedidos por ex-funcionários desolados com a situação.

Alguns senadores, deputados federais, deputados estaduais e governadores já estiveram em Extrema falando continuidade das obras desse frigorífico, mas falar é fácil.

Independentemente de quem  é o proprietário desse frigorífico, a verdade é o descaso com o ser humano, pois acabar com a esperança de milhares de pessoas por puro interesse financeiro é crueldade.

Jornalista  J. Donizete  DRT/RO 1346

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.