REUNIÃO COM A ENERGISA – APAGÃO – OSCILAÇÕES – HRE – LINHÃO

No dia 02 de julho, aconteceu uma reunião na ENERGISA, com a presença do empresário Neilo Batista de Vista Alegre, o presidente da associação rural de Vista Alegre Dorvalino Pinheiro, o diretor do Hospital Regional de Extrema Donizethe, e o deputado Ezequiel Neiva o qual agendou a reunião. Foram recebidos pelo presidente da ENERGIA, o Sr. André Teobald, pelo Sr. Alfredo Brito gerente de manutenção e construção, o Sr. Jucelino Amaral assessor institucional, e pelo Sr. Daniel Andrade gestor de clientes especiais.

 

Para início da pauta o Sr. Neilo Batista falou da necessidade de se ter uma equipe de manutenção da energisa em Vista Alegre do Abunã, pois a base fica em Extrema a 70 Km e isso acarreta muitos prejuízos, pois na maioria das vezes a equipe de manutenção demora muito para chegar. O presidente André Teobald se mostrou sensível com a situação e ficou de analisar a questão, pois com os diversos apagões muitos aparelhos eletrodomésticos estragam e muitas vezes a energisa tem que ressarcir o consumidor. 

Outra questão levantada foi a oscilação da energia, exemplificada pelo Sr. Dorvalino e juntando com os apagões os prejuízos são grandes, como apresentado pelo Sr. Donizete diretor do Hospital, pois o Raio X, supostamente queimou as placas devido a oscilações de energia, com essa informação, o Sr. André Teobald se mostrou muito preocupado disse que vai providenciar um aparelho chamado MUG – Medidor Universal de Grandezas para ser colocado na saída das usinas termelétricas para medir a oscilação por um período de aproximadamente 10 dias e assim saber como resolver a questão, e quanto ao Hospital Regional de Extrema, será colocado um MUG exclusivo para o hospital e se comprometeu em dar uma solução o mais breve possível para este problema, principalmente num local como o hospital que atende tantas pessoas e é importantíssimo para a região.

O Sr. André Teobald se dispôs a enviar um engenheiro eletricista, no mesmo dia em que será instalado o MUG  no hospital, para fazer uma inspeção técnica nas instalações do mesmo e analisar a possibilidade de contribuir com o HRE.

A ENERGISA também passou as informações sobre o projeto para o linhão e desativação das usinas termelétricas.

Esse trabalho faz parte de um projeto para o estado como um todo, e no que tange à Ponta do Abunã, os trabalhos iniciarão em meados de 2021 e tem perspectiva de entrega da obra em março de 2022. Os investimentos giram em torno de 150 milhões, sendo 39 milhões para Abunã, 51 milhões para Vista Alegre do Abunã, 34 milhões para Extrema de Rondônia e 22 milhões para Nova Califórnia.

A situação da vila Kuruquete, no Amazonas, ficou da seguinte maneira: A ENERGISA fornecerá a energia e a Amazonas Energia é quem fará a construção da rede de transmissão, a distribuição e o faturamento, este é um projeto alinhado entre as duas empresas, haja vista que a vila fica no Amazonas, não foi comentado data para a realização da obra no Kuruquete, pois depende da logística da Amazonas Energia.

Vale ressaltar nesta matéria a presteza do empenho do deputado Ezequiel Neiva e a recepção e o interesse do presidente da ENERGISA , o Sr. André Teobald em resolver o problema e em dar as informações importantes para a população da região da Ponta do Abunã.

VÍDEO.

Jornalista  Donizethe   DRT/RO  1346

Esta entrada foi publicada em GERAL. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.